Você está em: Mídias em Geral // A Magia de Harry Potter Segue o Plano Educacional da ONU de Mudar Todo o Sistema de Valores das Crianças no Mundo Ocidental

A Magia de Harry Potter Segue o Plano Educacional da ONU de Mudar Todo o Sistema de Valores das Crianças no Mundo Ocidental

Qual é o condicionamento final da população do mundo mais desejado pelas autoridades da Nova Ordem Mundial? Como Daniel 8:23-25 diz claramente que o Anticristo praticará a feitiçaria de Magia Negra, devemos esperar ver uma mudança cultural no mundo ocidental em direção a esse sistema de satanismo. Assim, é com grande interesse que observamos que o Rock and Roll de Elvis Presley deu lugar ao Rock dos Beatles, com o amor deles pelo misticismo oriental e pelas drogas, que mais tarde, no início dos anos 70, deu lugar aos grupos de Rock “da pesada” que adotavam o satanismo real.

Esse satanismo explícito dos grupos de música Rock continuou durante os anos 70, 80 e 90, até que chegamos ao ponto em que poucas pessoas vêem algo de errado com esse tipo de “entretenimento”. Para a vasta maioria das pessoas atualmente, esses valores satânicos são normais.

Agora, os avós e pais que cresceram acostumados com o satanismo da pesada dos grupos de Rock desse período de tempo estão entusiasticamente levando seus filhos e netos para assistirem ao filme Harry Potter e a Pedra Filosofal e/ou comprando os livros para eles. Esses avós, pais, e crianças estão absolutamente convencidos que não há nada de errado com o satanismo inerente em Harry Potter, oferecendo a justificativa que é apenas uma “fantasia”. Até mesmo alguns assim-chamados ministérios cristãos estão recomendando o enredo satânico dos livros e filmes de Harry Potter.

Ao mesmo tempo em que não tivemos problema algum em identificar os vários elementos de satanismo em Harry Potter, não tínhamos percebido que os livros foram escritos exatamente do modo como as recomendações educacionais das Nações Unidas determinam que as crianças nos países ocidentais sejam educadas para serem bons cidadãos globais. Para compreender esse fato chocante, vamos examinar o programa educacional das Nações Unidas:

“… o controle absoluto do comportamento é iminente… O ponto crítico do controle do comportamento, na prática, é furtivamente tomar o controle da humanidade sem que ela tenha consciência própria e perceba o que está acontecendo.” [Raymond Houghton, To Nurture Humaneness, ASCD (braço curricular da Associação Educacional Nacional), 1970.].

É provável que não seja possível descrever de forma mais sucinta o objetivo central do sistema educacional das Nações Unidas e dos EUA. Observe que o objetivo-chave desse tipo de educação é o “controle do comportamento”. No entanto, esse controle do comportamento deverá ser gradual e sub-reptício, para que nenhuma das vítimas tenha consciência que está sendo manipulada, como as cobaias dos laboratórios.

Tenha esse fato em mente ao começarmos a examinar agora as partes específicas desse programa de controle do comportamento, conforme especificamente delineado pelas Nações Unidas.

Contar histórias é vital para esse processo. Poucas formas de comunicação transmitem histórias para a mente de forma mais eficiente que os filmes, e essa é a principal razão para a grande pressa em transformar o primeiro livro da série Harry Potter em filme. A autora J. K. Rowling certamente foi bem sucedida em criar um enredo repleto de personagens, cores vívidas e cenas de ação com os quais cria ilusões muito persuasivas — ou deveríamos dizer, desilusões? Essas experiências artificiais provocam emoções fortes, que permitem à criança entrar mentalmente na experiência descrita no livro, e talvez indo das ilusões para uma “realidade” que Rowling colocou na moda para seus jovens leitores. Como essa falsa realidade é repleta de satanismo autêntico, essa “realidade” mental [ilusão] para a qual a criança escapa deve ser preocupante para qualquer pai consciente e inteligente; no entanto, lembre-se que muitos desses pais e avós cresceram presos na teia da música Rock satânica nos anos 70, 80 e 90.

Entretanto, os professores das escolas não aprendem apenas a usar as histórias para obter esse tipo de “educação” carregada de emoção. Eles aprendem a usar “Transe Hipnótico ao Contar Histórias”. O Dr. Abrahamson explicou esse tipo de história “hipnótica”, em um capítulo intitulado “Implementação do Transe Hipnótico ao Contar Histórias: “Freqüentemente, quando estamos contando ou ouvindo uma história, nossos dispositivos mentais habituais são mais ou menos interrompidos e suspensos por alguns momentos… Erickson definiu o transe hipnótico como a evocação e utilização do aprendizado inconsciente… as pessoas ficam mais abertas para aprender nesse estado… pois é comum as estruturas de referência e de crenças serem temporariamente alteradas para que a pessoa possa se tornar receptiva aos conceitos e informações que podem ser um pouco diferentes do que já assimilou em suas estruturas de referência cognitiva e emocional.” [Storytelling as a Pedagogical Tool in Higher Education, Dr. Abrahamson.].

Você já observou quantas escolas organizaram “excursões” de alunos para assistirem ao filme Harry Potter e a Pedra Filosofal? A razão para esse entusiasmo dos pedagogos é que o filme oferece exatamente o tipo de “realidade planejada” que a ONU está buscando desde sua criação após a Segunda Guerra Mundial. Essa “realidade planejada” é desprovida dos valores e atitudes cristãos tradicionais, mas rica em crenças, valores e estilos de vida pagãos e, principalmente, em certa “cosmovisão” mental — a Nova Ordem Mundial.

Para que essa mudança seja alcançada, as crianças precisam se sentir “livres”, isto é, livres das antigas restrições, da autoridade e do sistema de valores, ou seja, do cristianismo. As emoções excessivamente fortes levam as crianças ao reino sobrenatural de voar em vassouras, dos encantamentos poderosos, dos fantasmas que se movem velozmente, dos professores que mudam de forma física, da possessão demoníaca real, das poções reais, e da feitiçaria real — todas as quais são livres de quaisquer regras espirituais e de “não farás isto e não farás aquilo”!

O que elas não percebem é que o roteiro de Rowling — não a própria imaginação delas — está guiando suas mentes e definindo seus valores. As crianças não percebem que estão sendo totalmente manipuladas!

Examinemos o Paradigma das Cinco Etapas da Dinâmica da Indução do Transe e da Sugestão Por Meio das Histórias, das Nações Unidas:

  • Etapa 1 — “Fixação da Atenção”
  • Etapa 2 — Destruição das Estruturas Habituais e dos Sistemas de Crenças
  • Etapa 3 — Pesquisa Inconsciente
  • Etapa 4 — Processo Inconsciente
  • Etapa 5 — Resposta Hipnótica.

Vamos discutir cada uma dessas etapas e ver como Harry Potter as cumpre quase que perfeitamente. No entanto, antes de iniciarmos, queremos que você observe a Etapa 2, “Destruição das Estruturas Habituais e dos Sistemas de Crenças”. Essa frase literalmente significa que os sistemas públicos de ensino estão propositadamente tentando destruir os valores e atitudes cristãos que você tenta transmitir para seus filhos! Você tem mais uma excelente razão para tirar seu filho da Escola Pública e matriculá-lo ou em uma escola cristã particular ou adotar o sistema de Educação à Distância, com aulas no próprio lar. Seu filho é o alvo específico do currículo e de professores anticristãos.

Anteriormente, falamos sobre a importância de ensinar de tal forma a envolver as emoções, não o intelecto. No fim dos anos 60, as Escolas Públicas começaram a mudar seus métodos para desengajar o intelecto e apelar às emoções. Os métodos de ensino anteriores engajavam o intelecto, propunham desafios e o educavam. Confiar nas emoções não era visto com bons olhos; o intelecto era o rei.

Entretanto, a partir do fim dos anos 60, ocorreu uma grande mudança, acompanhada pela mudança cultural mais forte possível, operada pela música Rock satânica. Estamos no fim desse processo agora. Vamos então examinar o Paradigma das Cinco Etapas da Dinâmica da Indução e Sugestão do Transe Por Meio das Histórias, das Nações Unidas.

Etapa 1 — “Fixação da Atenção” — O objetivo dessa primeira etapa é envolver a criança de tal forma na história que está sendo contada que ela se esqueça do mundo real. Embora isso pareça inofensivo, lembre-se que estamos lidando com pessoas que querem destruir a estrutura habitual e o sistema de crenças do seu amado filho. Nesse estágio, o filme literalmente bombardeia os sentidos com imagens cativantes, experiências virtuais, e sensações vívidas que podem muito bem colidir com os valores e atitudes originais. Esse estágio é literalmente uma forma de manipulação mental intrusiva, novamente sem que a vítima saiba que está sendo cuidadosa e totalmente manipulada.

Nesse filme, Harry Potter comunica-se com uma serpente, e depois usa seus poderes mágicos para remover a barreira de vidro e colocar a serpente em liberdade. Harry deixa o mesquinho e estúpido Duda na jaula da serpente, em um momento de doce vingança. Nossos sentidos são surpreendidos quando vemos Harry e seus amigos passarem pelo portal do tempo na plataforma da estação de trem; o espectador fica admirado com as lojas de produtos ocultistas no Beco Diagonal, e em ver a varinha de Harry selecioná-lo. Essas cenas literalmente tornam-se a “realidade alternativa” para a criança, permitindo que ela coloque de lado sua capacidade de raciocínio e envolva-se no momento mágico e nas emoções que o filme apresenta.

A mente da criança agora está literalmente sendo preparada para o foco de formação do transe. O Dr. Abrahamson descreve bem o objetivo: “… se o cenário for bem sucedido, a consciência terá sido distraída.”

Como a pequena vítima não tem idéia do que está acontecendo com ela, os pais responsáveis deveriam dar ouvidos à advertência de Jesus Cristo sobre defender a mente das crianças dos muitos e sutis estratagemas do Maligno. Jesus disse: “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca.” [Mateus 26:41].

Ele também advertiu especificamente aqueles que vivem no fim dos tempos: “Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos.” [Mateus 24:24].

O apóstolo Paulo nos diz o que devemos colocar em nossas mentes: “Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.” [Filipenses 4:8].

Finalmente, Deus nos diz exatamente o que devemos recusar e não permitir que entre na nossa mente: “Quando entrares na terra que o SENHOR teu Deus te der, não aprenderás a fazer conforme as abominações daquelas nações. Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos; pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao SENHOR; e por estas abominações o SENHOR teu Deus os lança fora de diante de ti. Perfeito serás, como o SENHOR teu Deus.” [Deuteronômio 18:9-13]. Como Harry Potter glorifica todas essas práticas que Deus proibiu para seu povo, e como ensina todas essas prática para milhões de crianças e adolescentes facilmente influenciáveis, devemos saber que Deus proíbe que seus seguidores leiam os livros ou assistam os filmes de Harry Potter.

Etapa 2 — “Destruir as Estruturas Habituais e os Sistemas de Crenças” — Lembre-se, esse segundo estágio destina-se a enfraquecer a influência das crenças e os hábitos tradicionais. Esse é o objetivo final de todo o Sistema Público de Ensino, afastar a estrutura de crenças das crianças de Jesus Cristo e da Bíblia, e levá-las para a cosmovisão pagã, que é coerente com o Anticristo. Essa é a razão para o aparentemente estranho fato histórico de o comunista Karl Marx ter sido a primeira pessoa a defender publicamente as Escolas Públicas.

Harry Potter realiza muito bem essa destruição da cosmovisão e das crenças cristãs. Agora que o Estágio 1 “distraiu” a mente das crianças da realidade, e dos limites antigos dessa realidade, a ação do filme apresenta uma torrente de idéias ocultistas e imagens sobrenaturais que faz a mente se alternar do antigo filtro mental baseado na Palavra de Deus, para uma mentalidade totalmente pagã. As crianças vítimas que se identificaram com Harry, o amável feiticeiro, estão agora aprendendo a ver o mundo por meio dos olhos dele, de seus valores e dos seus sentimentos.

O que as crianças vêem? Vêem lojas e uma parafernália de artigos satânicos no Beco Diagonal, um homem possesso por demônios bebendo o sangue do unicórnio, encantamentos e maldições, fantasmas demoníacos flutuando no ar, comida que foi conjurada magicamente, e muitas outras cenas de puro paganismo. Falando de encantamentos e maldições, a autora cristã Berit Kjos diz, “Os encantamentos e maldições sempre foram usados para oprimir as pessoas nas culturas pagãs do mundo… No mundo pós-moderno atual, as mesmas práticas antigas estão sendo restauradas e redefinidas. Estão sendo oferecidas como magia branca capacitadora que não faz mal a ninguém, e estão se alastrando rapidamente no mundo ocidental.” [Potter Mania and Unconscious Learning: How Movie Magic Changes Minds, pág. 4].

Etapa 3 — Pesquisa Inconsciente — Uma vez que o enredo da história, como Harry Potter, tenha distraído a mente da verdadeira realidade, a ação começa então a bombardear a criança com sugestões, valores e emoções contrários aos valores e emoções instilados anteriormente na mente da criança. Embora a maioria das crianças seja ignorante a respeito da Bíblia, grande parte de sua cosmovisão ainda está baseada nos valores cristãos. A mente subconsciente da criança agora procura reconciliar o conflito entre o antigo sistema de crenças e o novo sistema pagão. Esse processo ocorre na mente e nas emoções da criança usando o Processo Dialético, em que o antigo sistema — a Tese — e o sistema oposto — a Antítese — batalham duramente por um tempo suficiente até que um novo sistema, a Síntese, seja formado na mente da criança.

A Enciclopédia Britânica descreve esse processo mental da criança: “Com o emprego das histórias como um mecanismo de indução de transe da maneira como foi discutido, a oportunidade ocorre para o aluno criativamente reorganizar as informações e os conceitos e permitir a assimilação de novos conhecimentos e conceitos…”

Assim, a criança não somente é encorajada a mudar seus valores e atitudes fundamentais, mas também é incentivada no ambiente pedagógico atual da classe a “buscar um terreno comum” e conformar suas crenças com o consenso do grupo, mesmo que esse processo signifique fazer uma contemporização moral.

Esse novo conhecimento pagão assimilado por meio de Harry Potter inclui todas as práticas satânicas proibidas por Deus, práticas que podem parecer divertidas no filme e nos livros. Ouvimos muito sobre Harry estar usando os poderes do ocultismo para fazer o bem, lutando contra o maligno Lord Voldemort, que usa os mesmos poderes ocultistas para o mal. Esse cenário não é a “clássica luta do Bem contra o Mal”, mas é a espiritualidade satânica, de duas expressões da força universal: yin e yang, bom e mal, luz e trevas, masculino e feminino. Seu filho está aprendendo uma doutrina satânica fundamental!

Etapa 4 — Processo Inconsciente — Nesse estágio, a criança vítima finalmente resolveu sua batalha mental e emocional entre seu sistema original de valores e o novo sistema contrário de valores de Harry Potter. Agora, ela escancara sua mente às crenças e aos valores de Harry Potter. A criança passa a aceitar as sutis sugestões do plano que lhe é oferecido. A Enciclopédia Britânica novamente resume bem o que está ocorrendo:

“… uma sugestão indireta dentro da estrutura das iniciativas de contar histórias inicia uma pesquisa inconsciente e facilita os processos inconscientes dentro dos alunos e eles freqüentemente encontram-se abertos às idéias e conceitos que no passado pareciam fechados… As formas indiretas de sugestão… ajudam os alunos a se desviarem de suas limitações aprendidas.”

O propósito principal do transe hipnótico brando criado pelas histórias vívidas foi agora alcançado. A criança fez duas coisas: aceitou as crenças e o conhecimento anteriormente proibidos por um lado, e ao mesmo tempo atribuiu novos significados aos fatos, símbolos e verdades antigos por outro.

Essa é a essência da Feitiçaria.

Esse fato ajuda a explicar por que muitos fãs dizem que têm fé em Deus, mas mesmo assim mergulham no satanismo de Harry Potter.

Deus detesta essa prática abominável. Ele diz que o bom e o mal não podem se misturar. “Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas? E que concórdia há entre Cristo e Belial? Ou que parte tem o fiel com o infiel? E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos? Porque vós sois o templo do Deus vivente, como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo. Por isso saí do meio deles, e apartai-vos, diz o Senhor; e não toqueis nada imundo, e eu vos receberei; e eu serei para vós Pai, e vós sereis para mim filhos e filhas, diz o Senhor Todo-Poderoso.” [2 Coríntios 6:14-18].

Não se deixe enganar.

Etapa 5 — Resposta Hipnótica — Nesse último estágio, a pequena vítima possui novas imagens e sugestões que foram gravadas em sua mente subconsciente. Esse estágio é vitalmente importante, pois significa que a mente subconsciente da criança foi modificada. Veja, os valores e as atitudes fundamentais são controlados pela mente subconsciente. Como a mente consciente atua como a defensora — a guardiã da porta — da mente subconsciente, ela filtra todos os dados entrantes que não se conformam com os valores predominantes da mente; assim, é imperativo que a mente consciente seja distraída e desligada, para que os dados contrários possam passar diretamente para o subconsciente.

Nesse estágio, uma permuta ocorreu na mente da criança enquanto sua atenção estava focada na história e na ação que se movem rapidamente. Além disso, a Enciclopédia Britânica adverte:

“… a resposta hipnótica parece ocorrer automática ou autonomamente… Muitas pessoas vêem o transe hipnótico como algo que ocorre apenas na presença de um hipnoterapeuta e que, quando ocorre, o indivíduo perde todo o controle. Contrariamente à concepção popular, o hipnotizado continua sendo a mesma pessoa, somente sua percepção naquele momento foi alterada pelo estado de transe.”

Berit Kjos adverte:

“Na arena educacional, o objetivo do processo é socializar os alunos com os novos valores adequados para a comunidade global. A mudança planejada é incremental e permanente, não temporária. É parte do programa do aprendizado permanente da UNESCO e é coerente com os objetivos e com a ideologia dos produtores de Hollywood.” [Ibidem].

Assim, o filme Harry Potter é o veículo perfeito para instilar esses novos valores e o sistema de crenças, ou para tornar tal sistema permanente na mente da criança que entrou nesse novo processo de assimilação. É por isso que o sistema educacional americano ficou entusiasmado com Harry Potter, dois anos atrás. A revista Scholastic Magazine, voltada para os professores, adotou materiais para a discussão do tema Harry Potter na sala de aula após os dois primeiros livros explodirem em popularidade. Esses materiais de ensino implementam sistematicamente essa mudança na cosmovisão.

Quando o filme de Harry Potter foi lançado, os professores e diretores fretaram ônibus e organizaram excursões para levarem os alunos aos cinemas. Entretanto, esses professores e diretores planejaram discussões sobre o filme após os alunos voltarem para a escola. Eles estão usando um currículo que incentiva os alunos a buscarem seus interesses no ocultismo e a desenvolverem suas recém-descobertas crenças e atitudes satânicas.

O pobre aluno cristão nessa arena de Escola Pública que não quiser ser forçado a adotar essa nova mentalidade enfrentará a ridicularização e receberá avaliações falsas e cruéis. Os professores começarão a rotular esses alunos cristãos de “intolerantes” e “de não gostarem de cooperar”. Assim, seu filho precioso, por quem você chora e ora, ficará sob severo ataque para se conformar à “consciência coletiva” que está sendo imposta pelos professores e pelo currículo. Por que permitir que seu filho passe por isso? Há dez anos a Cutting Edge Ministries exorta os pais cristãos a retirarem seus filhos das escolas públicas e matriculá-los exclusivamente em escolas cristãs. O sistema público de ensino silenciosamente conformou seu currículo educacional às determinações das Nações Unidas!

Ao mesmo tempo em que muitos pais cristãos apóiam o esforço de retirar os EUA das Nações Unidas, muitos desses mesmos pais cegamente enviam seus filhos para estudar nas Escolas Públicas.

Os autores ocultistas não escondem o fato que a ONU foi fundada originalmente com base em valores espirituais ocultistas e que será o governo final do vindouro Cristo da Nova Era.

Você pode ouvir as palavras de Jesus Cristo ecoando: “Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas.” [Apocalipse 18:4].

Todas as pessoas do mundo estão agora sendo forçados a tomar uma decisão espiritual: A quem você realmente servirá? A Jesus Cristo ou a Satanás? Você adotará os valores cristãos ou os satânicos? O mundo continua em marcha em direção ao aparecimento do Anticristo e muitas crianças estão sendo condicionadas por meio de Harry Potter a aceitarem seus valores ocultistas. E o seu filho?

Fonte: www.espada.eti.br

Share Button

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/admin/domains/palavradaverdade.net/public_html/site/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273