Você está em: Colunistas, Luiz Soper // A mudança vem de dentro

A mudança vem de dentro

ouvir

 

Em muitos momentos da vida, ouço e vejo as pessoas falarem em mudanças. Nessa época de final de um ano e início de outro, é comum e já bem cansativo ouvirmos os “desejos” de ano novo, que sempre são os mesmos: Saúde, paz, amor, felicidade. Alguns desejam dinheiro, claro, sempre é bom. Algumas pessoas desejam um namorado ou namorada, outras desejam um salário maior, um emprego melhor enfim…

O que não é tão comum, na verdade nada comum, é ouvirmos das pessoas o que elas querem que mude dentro delas, em sentimentos, atitudes, formas de agir e de pensar. Sempre desejamos que o ano que se inicia, seja diferente do que se termina, esperamos as mudanças mesmo que inconscientemente, não as deixaremos acontecer.

Desejamos saúde, paz, amor e felicidade. Mas o que realmente de fato, estamos fazendo para obtermos isso tudo? Cuidamos mesmo da nossa saúde? Promovemos a paz no meio familiar, profissional ou com os amigos e conhecidos? Amamos as pessoas que nos amam e o mais difícil, amamos os que não nos amam? Somos felizes de fato ou ainda, promovemos a felicidade de outra pessoa seja quem for? Se sua resposta for positiva, parabéns, você é uma espécie rara e quase perfeita. Mas acredito que a maioria das respostas será negativa nestas questões, e isso nos diz apenas uma coisa: Ano que vem, será tudo igual, nada mudará.

O segredo da mudança vem de dentro. Antes de mudarmos algo a nossa volta, precisamos mudar nosso interior que é de onde vem nossa força e nossa determinação. É em nosso interior que Deus nos revela nossas fraquezas, forças, nossos erros. É no interior que somos curados de traumas, de fracassos, de frustrações. Mas pensando de forma mais ampla, quando foi a última vez que nos permitimos mudar a nós mesmos? Cada dia mais, as pessoas se tornam mais “cascudas”, não aceitando ou até mesmo não acreditando que possam mudar e ser melhor a cada dia.

Cada vez mais nos esquecemos de Cristo, que Ele pode nos dar a sabedoria necessária para vivermos a paz, o amor, a saúde e a felicidade que tanto desejamos nas festas de final de ano, mas que já se tornou uma frase “batida”, repetitiva, e sem efeito nenhum sobre nós e sobre ninguém mais. Muitas vezes deixamos Deus de lado, por não abrirmos mão das nossas “falsas” certezas do que é certo, errado, bom ou ruim, deixando de aprender mais para mudarmos.

O que de fato estou fazendo para que tudo seja diferente no ano que recém se iniciou? O que de fato estou falando para que as palavras poderosas dos meus dias, possam mudar algo em mim? O que de fato estou lendo para que eu possa crescer e aumentar meu conhecimento para melhorar minha vida? Então, qual é o motivo real de desejar coisas novas e não fazermos coisas novas?

Existe ainda um outro fator, o fator da síndrome do modismo, não sabe o que é isso? Bom, vamos lá, modismo se refere a tudo o que as pessoas passam a fazer, olhar, usar, acreditar de forma massiva, ou seja, se “fulano” assiste “tal” programa eu também assistirei. Se “fulana” usa “tal” sapato eu também vou usar e assim por diante. Não é errado nós assistirmos algo que todos assistem, usar algo que todos usam, fazer algo que todos fazem. O errado está no fato de não estarmos sendo nós mesmos, mas sim querermos ser uma espécie de “espelho” da sociedade. Pare e pense, se nós não vemos as outras pessoas mudarem, então qual o motivo que nos impede de mudar? Se nós não vemos as pessoas fazerem algo diferente, qual o motivo de nós não fazermos algo diferente? Infelizmente esse “modismo” é maçante nas questões que abordamos acima, nos desejos de mudança, mas apenas os desejos. Faça diferente, faça por você, por alguém, por um motivo válido.

Não se esqueça que Jesus Cristo, nosso inspirador, nosso exemplo, fez algo diferente em meio ao que tantas outras pessoas faziam. Ele pensava diferente e fazia as “coisas” acontecerem de forma. Não podemos esquecer que Jesus Cristo, foi o único crucificado por nós, muitos outros homens foram crucificados mas apenas Jesus, por nós. Não se esqueça que Jesus foi o único que não julgou a mulher que seria apedrejada, Ele pensou, falou e fez algo diferente de todos que a apedrejariam, deixando todos sem ação, sem saber o que fazer e pensar, calou a todos.

Não podemos esquecer que Jesus andou sobre as águas, curou enfermos, ressuscitou mortos, deu visão aos cegos, fez andar os coxos, lavou os pés de outra pessoa, diante de olhares e julgamentos que eram tidos como “padrões”, “certos ou errados”. Jesus não fazia o que todos faziam e qual era a diferença no mundo em tudo isso? Toda a diferença. Resultados diferentes são obtidos.

A Bíblia nos ensina que teremos o poder que vem de Deus para curar enfermos, falarmos em línguas, discernir espíritos, expulsar demônios. E o que fazemos disso tudo? Ficamos apenas na mesmice popular de apenas ir a igreja e ouvir o pastor falar, cantar um cântico bonito, ver os irmãos e apenas isso. Será que não está na hora de levar Deus mais a sério e passarmos a fazer, pensar e falar de forma diferente?

Ok, tudo bem, você recém entrou na fé, digamos que são seus primeiros passos com Deus então vou te dar umas dicas que podem te ajudar, até que você tenha a fé fervorosa necessária ou fortalecida na palavra. Vou fazer dos exemplos que citei acima, algumas comparações diárias que podemos fazer e que serão diferentes de tudo o que a “massa popular” faz nesse mundo!

Curar enfermos, digamos que você ainda não possui a fé necessária para fazer isso, “eu curar alguém?” sim, você mesmo, a Bíblia diz que podes fazer sabia? Mas eu entendo, bom em termos mais superficiais, digamos que uma cura de enfermidade pra você que ainda não vive mesmo fervorosamente o evangelho, não possui ainda a fé necessária, nem a certeza de que você é um escolhido de Deus, digamos que essa cura pode ser a solução que você deu a uma pessoa sobre determinada situação de saúde dela, talvez a sua parceria de frequentar uma dieta com ela ou academia ou a acompanhar em um médico. Ainda é muito superficial, mas é válido.

Discernir espíritos, digamos que você tem aquela coisa que muita gente não sabe explicar mas diz da boca pra fora a seguinte frase: “eu coloco o olho na pessoa e já sei se ela presta ou não”, ok, começamos bem, mas quem sabe você pode ajudar alguém a se livrar de amizades indesejadas, amizades de má influência. Sim, ainda muito superficial. Expulsar demônios, pode ser que você ajude alguém a se livrar de um grave problema na vida de uma pessoa que parece que ela estava “escravizada” com isso, as vezes a pessoa não consegue sair de um problema, e de alguma forma você a ajudou a se livrar daquilo. Sim, eu sei ainda muito superficial, mas o que quero trazer em sua mente aqui, não é discussão sobre poderes, doutrinas ou regras, mas o fato de que precisamos fazer algo, diferente dos outros, de formas que talvez ninguém nunca pensou antes. Não se esqueça que a Bíblia nos chama de “sal da Terra”, “luz do mundo”.

A Bíblia nos diz há milhares de anos que não devemos ser iguais a todo mundo, que temos que ser, pensar, fazer, agir, de forma diferente, Jesus era diferente e mudou vidas, transformou corações, restituiu sociedades, organizou civilizações e mudou a história da humanidade.

Então pense comigo, se nosso líder espiritual, nosso mentor, nosso exemplo chamado Jesus Cristo nos mostrou em tudo o que Ele fazia, que devemos ser diferentes de tudo e de todos, qual o motivo que nos escraviza a sermos iguais a todo mundo? Não deseje mudança se você não quer mudar. Não deseje mudanças ao próximo, se você não está disposto a ajudar ele a mudar. Não deseje mudanças no mundo, se você não faz nada, nem sequer um pouquinho da sua parte para que hajam essas mudanças.

Independente de qualquer coisa, faça algo diferente. Você deseja ter mais saúde nesse ano que se iniciou? Então faça algo pela sua saúde. Você deseja ser mais feliz, então faça algo para que a felicidade inunde sua vida, você deseja ter mais amigos, então faça novas amizades. Você deseja ter mais dinheiro, então faça algo para que aumentes tua renda.

Que sejamos mais praticantes e menos “desejantes”. Que sejamos mais “sal da Terra” e mais “luz do mundo” do que qualquer outra coisa, e para sermos assim, precisamos ser diferentes.

Sabe por qual motivo a mudança vem de dentro? Pelo motivo simples de que Jesus Cristo vive dentro de cada um de nós, transforma nossas vidas, muda o que está errado e nos prepara para mudarmos o mundo, por isso é tão difícil fugir da mesmice do mundo, pois as pessoas desse mundo não possuem Cristo em seu interior, portanto não há mudança de vida. Por isso queridos, precisamos aceitar a Cristo dentro de nós primeiro, pois só após esse fato, a mudança vem de dentro para fora!

Grande abraço!

Luiz Soper

Cabeçalho True Lives 600px

Share Button