Você está em: Catolicismo // Indulgência, grande blasfêmia contra Deus

Indulgência, grande blasfêmia contra Deus

Para estes pecadores, a graça tem de ser restaurada pela perfeita contrição, administrada através do Sacramento da Confissão; mesmo nesse caso, permanece uma penalidade temporal devida a Deus que deverá ser expiada neste mundo ou no pós-vida. Outros pecados, menos graves, são perdoáveis e provocam uma penalidade devida a Deus, mesmo que não percam a salvação.

As indulgências removem, assim, algumas ou todas estas penalidades devidas pelos pecados dos fiéis; e pode ser feita em favor de si mesmo ou em favor de um defunto que está a ser purificado no Purgatório pelas suas penas temporais, dependendo da obra de indulgência. Ir ao cemitério rezar pelos falecidos, por exemplo, concede indulgência aplicável apenas a almas no purgatório.

O perdão total da pena temporal é a chamada Indulgência plenária, as demais são indulgências parciais. As indulgências parciais possuem um certo número de dias, significando que, se o fiel receber uma indulgência de 300 dias, deverá praticar uma boa obra, nas condições indicadas durante 300 dias, como por exemplo, ter jejuado a pão e água ou ajudar os pobres, porém segundo o catolicismo, “o que vale numa indulgência ou penitência não é a quantidade de dias de sacrifício ou jejum, mas o amor a Deus com que se faz algo“.

Leia abaixo alguns trechos RETIRADOS do site católico www.derradeirasgracas.com, com comentários do site em vermelho.

1) Concede-se indulgência plenária ao fiel que visitar com devoção uma das quatro basílicas patriarcais de Roma e aí recitar o Pai-nosso e o Creio:

 a) no dia da festa do titular;

 b) em qualquer festa de preceito;

 c) uma vez no ano, em dia à escolha do fiel.

(Quantos católicos realmente sabem dessas coisas ??)

2) Ao fiel que visitar devotamente um cemitério e rezar, mesmo em espírito, pelos defuntos, concede-se indulgência aplicável somente às almas do purgatório. Esta indulgência será plenária, cada dia, de 1 a 8 de novembro; nos outros dias do ano será parcial.

Purgatório não existe,  o Hades sim existe, os mortos sem salvação vão para lá !

3) Concede-se indulgência plenária ao fiel que, na sexta-feira da Paixão e Morte do Senhor, toma parte piedosamente na adoração da Cruz da solene ação litúrgica.

(Adoração da Cruz ??? Ainda que metafóricamente, é um absurdo esse texto.)

4) Concede-se indulgência parcial ao fiel que usa devotamente objetos de piedade, como crucifixo ou cruz, terço, escapulário, medalha, bentos ritualmente por qualquer sacerdote ou diácono. Se o objeto de piedade for bento pelo Sumo Pontífice ou por um Bispo, o fiel que usa com devoção esse objeto pode ganhar a indulgência plenária na solenidade dos Apóstolos São Pedro e São Paulo, acrescentando a profissão de fé com qualquer fórmula aprovada.

(Usar objetos benzidos por padres ou papas não nos livra de nenhum pecado, nem de penalidades, nem coisa alguma, nem devem ser usados como objetos de adoração. “Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim O adorem. Deus é Espírito, e importa que os que O adoram, O adorem em espírito e verdade.” João 4.23,24)

O culto aos Santos, concede-se indulgência parcial ao fiel que, no dia da celebração litúrgica de qualquer Santo, recitar em sua honra a oração tomada do Missal ou outra aprovada pela autoridade eclesiástica.

(Nenhuma pessoa morta merece receber orações, nenhum deles tem poder para fazer nada no reino espiritual, nenhum morto pode fazer expiação de nada com relação a pecados, o único que pode influir 100% para nosso benefício é nosso Senhor Jesus Cristo mediante sua EXCLUSIVA INTERCESSÃO junto a Deus. Pessoas mortas por melhores que tenham sido não são dignas de culto algum.)

Olha são tantos absurdos que podia ficar horas aqui colando textos de sites católicos mas essas aqui já servem de base para sua análise. Acompanhe o raciocínio a seguir sobre cada trecho citado:

Comentários do site SEMPRE em vermelho: “O batismo livra o registro do pecador e resulta no perdão completo de todos os pecados, mas qualquer pecado cometido após o batismo origina uma penalidade que não foi perdoada.”

O batismo realmente nos limpa de todos os pecados passados e nos traz um renovo de vida, ali nascemos de novo como filhos de Deus, não mais criaturas.

AGORA dizer que todo pecado depois do batismo gera uma “PENALIDADE que não foi perdoada” ……por favor né !! Pecado não gera penalidade que possa ser absolvida por métodos inventados por homens, tão pouco precisamos que homens intercedam por nós perante Deus para que o PAI nos perdoe os pecados. Basta tão somente obedecer o que Jesus nos ensinou, peça perdão ao PAI em nome de Jesus com arrependimento sincero e Deus lhe perdoará.

Deus quer ver um pedido sincero de perdão, não um monte de rituais repetidos que Deus nunca nos ensinou em sua Palavra. PECADOS NÃO GERAM PENALIDADES TEMPORAIS.

“Pecados mortais, que são praticados por malícia ou por livre consentimento, extinguem a graça santa da alma do fiel e condenam-no ao inferno. Para estes pecadores, a graça tem de ser restaurada pela perfeita contrição, administrada através do Sacramento da Confissão; mesmo nesse caso, permanece uma penalidade temporal devida a Deus que deverá ser expiada neste mundo ou no pós-vida. Outros pecados, menos graves, são perdoáveis e provocam uma penalidade devida a Deus, mesmo que não percam a salvação.”

Jesus, essa afirmação acima da até nojo de ler, sinceramente. Em 1º lugar, TODO PECADO PODE SER 100% PERDOADO ENQUANTO ESTAMOS VIVOS E NA MESMA HORA EM QUE PEDIMOS. Quantas vezes pessoas chegaram a Jesus arrependidos e ELE lhes dizia que a fé deles os salvou, e os instruia a não mais pecar. Não existem diferenças entre pecados…TODO PECADO É MORTAL, sem Jesus morremos em nossos pecados. Pecado não gera penalidade; gera morte !

Quem morrer em pecado não terá salvação, não existe purgatório. Só podemos dizer que algo no reino espiritual existe se ele se encontra escrita na bíblia sagrada. Todo pecado nos condena ao inferno, e a confissão desse pecado para DEUS diretamente, sem passar por padre ou pastor nenhum já é o suficiente.

“Penalidade que deverá ser expiada neste mundo ou pós vida”, ou seja, o sangue de Jesus não é suficiente para nos redimir de todo pecado nesta vida, nós precisamos então ficar a vida inteira fazendo sacrificios, boas obras, rituais de oração com objetos e tantas outras coisas pra obtermos as tais indulgências plenárias ou parciais que não existem na bíblia, ou seja, não levam a lugar algum.

“As indulgências removem, assim, algumas ou todas estas penalidades devidas pelos pecados dos fiéis; e pode ser feita em favor de si mesmo ou em favor de um defunto que está a ser purificado no Purgatório pelas suas penas temporais, dependendo da obra de indulgência. Ir ao cemitério rezar pelos falecidos, por exemplo, concede indulgência aplicável apenas a almas no purgatório. O perdão total da pena temporal é a chamada Indulgência plenária, as demais são indulgências parciais.”

Segundo a afirmação acima, de acordo com a indulgência que o padre me der eu terei perdão de penalidades na sua Parcialidade ou Totalidade,,,sendo parcial irei sendo “limpo” aos poucos nesta vida ou na pós vida no purgatório que nem existe. HADES SIM EXISTE e Jesus citou este lugar quando fala do rico e do Lázaro em Lucas 16: 19 a 31. Para lá que os pecadores sem arrependimento vão ao morrer, sejam esses pecadores católicos, evangélicos, espíritas ou seja lá quem for.

Você católico, ir ao cemitério não vai tirar a alma de seu ente querido do purgatório porque não existe, nem do Hades, porque se você já crê que ele está no Hades…nessa parabóla citada acima Jesus já deixa bem claro que aqueles que estão no Hades não podem ir ao paraíso, muito menos o inverso. O tempo para seus entes e amigos irem para o paraíso, serem salvos, é enquanto estão vivos, recebendo Jesus como seu único salvador e vivendo uma vida de santidade.

Abra seus olhos e mente enquanto há tempo, acorde e questione-se:

Minha fé está de acordo com as escrituras ? Serei salvo com minhas crenças atuais ?

Autor: Rodrigo Colombo – www.palavradaverdade.net

Share Button

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/admin/domains/palavradaverdade.net/public_html/site/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273