Você está em: Espiritismo // O Cristão verdadeiro pode ser espírita?

O Cristão verdadeiro pode ser espírita?

  O espiritismo não crê na existência de Satanás e dos anjos decaídos, os demônios. Ora, Jesus disse que “o fogo eterno foi preparado para o diabo e seus anjos” e para todos os que não O tenham como Senhor e Salvador (Mt 25.41). Trata-se de uma penitenciária de segurança máxima. Jesus expulsou Satanás de Sua presença (Mt 4.10). Se Satanás fosse um espírito desencarnado, ainda que inclinado a fazer o mal, Jesus o trataria com misericórdia e nenhum inferno estaria preparado para ele. Convém lembrar que a doutrina espírita da reencarnação dá oportunidade a que todos se aperfeiçoem.

 

  O espiritismo não crê na divindade de Jesus, e em conseqüência não crê na Trindade, isto é, no Deus subsistente em três pessoas co-eternas e co-existentes. Porém, a Bíblia diz que o Verbo, que era Deus, se fez carne e habitou entre nós (Jo 1.1,2, 14). No Evangelho Segundo o Espiritismo (ESE), Allan Kardec examinou o capítulo segundo de S. João, mas não examinou o primeiro. Por quê? Se tivesse lido com atenção, quem sabe teria mudado de idéia.

 

  O espiritismo não crê no Espírito Santo como pessoa da Trindade. Mas Jesus falou dEle usando o artigo definido: “Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito” (Jo 14.26). Em vez de crer no que está escrito nas Sagradas Escrituras, Kardec preferiu ouvir os “desencarnados”. Por isso, escreveu: “O espiritismo vem, na época predita, cumprir a promessa do Cristo. O espiritismo realiza o que Jesus disse do Consolador prometido” (ESE, Cap VI, item 4). Isto é, o espiritismo é o Espírito Santo de que falou Jesus. Os discípulos esperariam dezessete séculos até que surgisse o espiritismo para que se lembrassem de tudo quanto Jesus disse. E nós cristãos, que somos templo do Espírito Santo (Rm 8.9; 1 Co 3.16), ficaríamos por todo esse tempo sem a Sua presença para nos convencer do pecado, da justiça e do juízo (Jo 16.8).

 

  O plano de salvação dos homens no espiritismo é completamente diferente do de Deus. Lá, os desencarnados devem retornar muitas vezes à vida na terra, até atingirem a perfeição. No cristianismo, a salvação é garantida pelo arrependimento e a fé no Senhor Jesus, aceitando-O como seu Senhor e suficiente Salvador (Jo 3.18; Ef 2.8,9; Rm 10.9). Foi o que aconteceu com o ladrão crucificado ao lado de Jesus. Recebeu de Jesus a confirmação de sua salvação, sem a necessidade de novas vidas aqui na terra: “Na verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso” (Lc 23.43).

 

  Por essas e outras, o cristão não pode, não deve e não é espírita. Ou é uma coisa ou outra. Tem o homem plena liberdade de escolher qual o caminho a seguir.

 Autor: Pr. Airton Evangelista da Costa

Share Button

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/admin/domains/palavradaverdade.net/public_html/site/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273