Você está em: Catolicismo // Orações aos Santos Católicos

Orações aos Santos Católicos

Um padre atreveu-se a discutir este verso comigo, numa entrevista na TV. Tentando fazer um grande sofisma neste verso, a fim de permitir aos Católicos orar aos santos, ele declarou: “Não é que estes santos possam responder imediatamente, mas eles pedem a Jesus, que por sua vez pede a Deus Pai, o qual responde a oração”. Conhecendo, porém, a doutrina Católica, perguntei: “os santos são oniscientes e onipresentes, de modo a entender milhões de suplicantes no mundo inteiro, em todos os lugares e ao mesmo tempo?” Claro que ele teve de responder que só Deus é Onisciente e Onipresente e que os santos não podem ouvir nem entender todos aqueles suplicantes. Ao ver a implicação do que havia falado, tentou recuperar o dano, dizendo: “Deus Pai ouve as orações e dá aos santos o que eles pedem”.

Lembre-se de que só Deus pode estar em toda parte, ao mesmo tempo, a fim de ouvir os milhares de orações vindas de todas as partes do mundo, ao mesmo tempo. Você pode encontrar uma razão melhor para não orar diretamente a Ele em primeiro lugar?

Deus nos ama e quer ser nosso amigo e nosso Pai. Ele quer que oremos diretamente a Ele, para termos comunhão com Ele, para honrá-lo e louvá-lo. Ele se sente menosprezado quando veneramos alguém ou alguma coisa que não seja Ele. A Bíblia nos diz que Ele é ciumento do nosso amor, e ajuda-nos a entender isso, ao dar-nos a ilustração de um marido que não quer que sua esposa saia com outros homens. O que estamos dizendo a Deus, quando voltamo-lhe nossas costas e oramos aos santos? É uma grande ofensa achar que Ele não é tão bondoso, atencioso e compassivo como os santos são.

Examinemos o exemplo, o qual literalmente centenas de italianos têm usado para mostrar-me porque deveria eu orar aos santos. Eles dizem: “Se você desejasse um emprego em certa fábrica, e seu tio fosse amigo do proprietário, você não iria diretamente à fábrica, mas pediria ao seu tio para falar com o proprietário em seu lugar”. Nesta ilustração, o tio representa o santo e o proprietário da fábrica é Deus. A ilustração mostra que o santo, representado pelo tio, conhece e ama você, enquanto Deus, que é o dono da fábrica não o faz. A verdade é que Deus nos conhece e nos ama e pede que vamos diretamente a Ele em o Nome de Jesus, o único Mediador.

A Bíblia nunca afirma que santo algum, vivo ou morto, simpatize mais conosco do que Deus o faz, e nem sequer menciona a possibilidade de alguém orar para ou através dos santos. Ela contudo fala de Cristo: Com efeito, não temos um sumo sacerdote incapaz de se compadecer das nossas fraquezas, pois ele mesmo foi ele provado em tudo como nós, com exceção do pecado. Aproximemo-nos, então, com segurança, do trono da graça para conseguirmos misericórdia e alcançarmos graça como ajuda oportuna (Hebreus 4:15-16). Leia também Efésios 3:12. Ele sabe e se importa!

O próprio Cristo nos diz a quem devemos orar em Mateus 7:7-11, que começa assim Pedi e vos será dado… e termina assim Ora, se vós que sois maus sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais o vosso Pai que está nos céus dará coisas boas aos que lhe pedem. A passagem de João 15:16 acrescenta que devemos sempre suplicar ao Pai em o Nome de Jesus: Não fostes vós que me escolhestes, mas fui eu que vos escolhi e vos designei para irdes e produzirdes fruto e para que o vosso fruto permaneça, a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu Nome, ele vos dê. Um estudo sobre orações na Bíblia lhe mostrará que tudo deve ser dirigido a Deus Pai, através de Jesus Cristo, e não aos santos que já morreram.


Os Protestantes Acreditam nos Santos?

O que já falei vai levá-lo a declarar: “Os Protestantes não acreditam nos santos”. Realmente nós não acreditamos nos santos. Contudo cremos no que a Bíblia fala sobre eles, o que é bem diferente do que a Tradição Católica ensina. Tanto cremos neles que desejamos obedecer os Mandamentos que Deus os inspirou a escrever na Bíblia. Dentre outras coisas eles nos ensinaram que devemos orar a Deus e não aos santos ou imagens. Os santos que foram realmente santos nos servem de exemplo. A Bíblia chama todos os que são santificados através da fé no Senhor Jesus Cristo de santos, palavra que no Novo Testamento refere-se aos crentes como um grupo, sem distinguir uma pessoa como mais santa do que outra por ter feito milagres ou vivido uma vida mais pura.

Na Bíblia o termo santos é usado para descrever pessoas que ainda estavam vivas. Os escritos de Paulo na Bíblia usam a palavra muitas vezes. Examinemos como ele a usa: …aos santos e fiéis em Cristo Jesus (Efésios 1:1). Ver também Efésios 1:15, 18; 2:19; 3:8,18; 4:12; 5:3 e 6:18. Ver também: Romanos 1:7; Atos 9:13, 32; 26:10. Isso deixa bem claro que a palavra santo era consistentemente usada no plural para referir-se aos grupos de cristãos normais.

Os crentes da Igreja de Corinto eram santos (1 Co 1:2; 6:11; 14:34). Embora eles ainda possuíssem graves defeitos e pecados e Paulo não pudesse falar-lhes como a cristãos espirituais, mas a carnais (1 Co 1:11; 3:1; 6:5-8; 11:22).


Por que os Protestantes Não Oram aos Santos?

Em complemento à clara declaração que: Há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens… existem outras razões por que não oramos aos santos:

” Deus não nos dá exemplo algum na Bíblia de pessoas que tenham orado aos santos ou os tenham venerado, e nem dá indicação alguma no sentido de que Ele deseja que o façamos.
” A Escritura ainda diz: Adorarás ao Senhor teu Deus, e só a ele prestarás culto (Lucas 4:8).

” Na Bíblia encontramos ilustrações, tanto de homens como de anjos, recusando permitir que pessoas se ajoelhassem diante deles, e até ensinando que tal coisa não deveria ser feita:

Quando Pedro estava para entrar, Cornélio saiu-lhe ao encontro e prostrou-se aos pés, adorando-o. Mas Pedro reergueu-o, dizendo: “Levanta-te, pois eu também sou apenas um homem (Atos 10:25-26). Leia ainda Atos 14:13-15 e Apocalipse 22:8-9.

” O Apóstolo Paulo, um dos santos, explicou aos Filipenses que ele só poderia lhes ser de ajuda enquanto vivo (Filipenses 1:23-26).

Para responder o argumento de que os santos respondem as orações com milagres, devemos responder com a observação de que manifestações espirituais (incluindo milagres) podem vir de duas procedências diferentes: Deus ou o Diabo e seus demônios. O Mandamento de Deus é que não devemos fazer imagens. Quando os milagres parecem feitos pelos santos e convencem mais pessoas a tomar parte nas práticas idolátricas de orar a outrem que não a Deus, tais milagres dificilmente podem provir de Deus.

Além do mais, existe um grande número de santos que foram cassados pela Igreja Católica porque em seus estudos históricos foi verificado que os tais santos jamais existiram. Santa Filomena, por exemplo, supunha-se ter curado miraculosamente o Papa Pio X. Todavia, mais recentemente esta santa foi cassada por outro Papa em sua comissão de investigação como sendo pura fábula. Apesar do fato da posição oficial da Igreja de que a tal santa jamais tenha existido, aqueles que lhe são fiéis garantem que ela ainda continua operando milagres.

Você também pode tornar-se um santo se vier pela fé até Jesus Cristo, que disse: Eu sou o caminho, a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai a não ser por mim (João 14:6). Não é uma declaração oficial da Igreja que torna uma pessoa santa, nem é isso alcançado através de uma vida sem pecado ou por fazer milagres. Deus faz santos os que já foram pecadores: E graças a esta vontade é que somos santificados pela oferenda do corpo de Jesus Cristo realizada uma vez por todas (Hebreus 10:10). Leia ainda Atos 26:18. Confie somente em Jesus Cristo para atirar bem longe todos os seus pecados, e você também se tornará um dos santos.

Colhido do livro de Thomas F. Heinze , www.cacp.org.br

Share Button

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/admin/domains/palavradaverdade.net/public_html/site/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273